Páginas

sábado, 30 de janeiro de 2016

Crisântemos de Florbela

Minh'alma em sonhar-te esquecida
não vê que tu jamais de mim partirá
pois, teus olhos iluminam minha vida
e sem tu caminho nenhum valerá!

Não vejo de olhos abertos o caminho
que tu percorres feliz longe de mim
já tentei ter outros afagos e carinhos
mas, teu odor dá vida a meu jardim!

Os dias de outono choram, choram
crisântemos vermelhos que descoram
enqto teu amor esvai entre os medos

de te perder que a mim apavoram
assustando os meus doces desejos
feito fumo que foge nos meus dedos!

Nenhum comentário: