Páginas

sábado, 26 de dezembro de 2015

Mortos vivos

Todo guerreiro tem seu momento
em que é vencido pelo cansaço
eu em minhas lutas e sentimentos
largo tudo por um abraço!

Hoje vivo em tempo estranho
onde desigualdade impera entre homens
vejo mundo afora horrores tamanhos
regido por um mal sem nome!

Olho os homens a minha volta,
falta gentileza para com a mulher,
seres rudes destruindo tudo o que vier

vivendo na própria pele uma revolta
como se a crença em Deus estivesse morta,
mortos vivos vagando sem amor e fé!

Nenhum comentário: