Páginas

sábado, 26 de dezembro de 2015

Gentleman tupiniquim

Vagando num tempo sem lucidez
sou um gentleman tupiniquim
guiado por um smartphone chinês
sabendo eu cada vez menos de mim!

Abro portas para as damas passarem
faço galanteios ás mulheres bonitas
enqto as vejo sempre caminharem
buscando aquilo que não se acredita!

Observo o mundo a minha volta
sem os valores de épocas remotas
enqto o desfile diário de calcinhas jeans

não revela o valor de quem se mostra
feito flores a beira do abismo sem fim
e o smartphone sabe tudo sobre mim!

Nenhum comentário: