Páginas

terça-feira, 10 de novembro de 2015

Vigilante do tempo

Eu, que sou um vigilante do tempo,
eu que vejo tanta iniquidade
sou testemunha de dor e sofrimento
e posso dizer: vale a pena a humanidade!

Eu, que sou testemunha da dor,
que vejo a maldade dos homens
matando jardins e a flor
apenas a seguirem o mal sem nome!

Eu que sei que sou eterno
mas amo a delicadeza do ser
que se faz através da eternidade

e vejo o homem criando em si o inferno
que o faz perdido pelo dinheiro e poder
mas creio na força da humanidade!

Nenhum comentário: