sábado, 9 de maio de 2015

Meio sem jeito

Hoje estou sem vontde de criar
já apaguei os quatro poemas que não fiz,
nem consigo a dois ou rês versos terminar
e sequer me agrada o que ainda não li!

Hoje não tenho vontade de escrever,
a poesia parace que de mim fugiu
logo eu que invento razão para perceber
o poema que em mim persistiu!

Eu estou sem nenhuma inspiração
por isso cometi este pecado poemeto
que saiu assim meio sem jeito

nesta Sexta Feira fria e sem emoção
me fazendo forçar corpo, alma, coração
para feito um parto gerar este soneto!

Nenhum comentário:

Andarilho