domingo, 17 de maio de 2015

Confuso

Tenho minhas virtudes e meus poemas,
carrego meus defeitos e minhas poesias,
mas para mim nada é um grande problema
que não possa ser resolvido no dia a dia!

Tenho memórias de vidas que não
voaram sequer perto de meu olhar,
vivi amores sem carinho e sem paixão
salvo pelo meu jeito de rir e poetar!

Tenho em mim virtudes, pecados e poemas
mas, nada para mim é um grande problema
que no dia a dia não possa se acabar

com a transformação dos traumas e dilemas
por causa do meu jeito de rir e poetar
e mesmo quem me entender nunca o saberá!

Nenhum comentário:

Sozinhos na multidão

Sozinhos na multidão vivemos cada vez mais isolados, no século da comunicação não percebemos quem está do l...