Páginas

sábado, 18 de abril de 2015

Vôos noturnos

Se depender de mim eu vou até o fim
não entrei nesta história para desistir agora
você sempre soube que eu sou assim,
entendo inclusive se quiser ir embora!

Eu faço vôos noturnos, cegos e rasantes,
mergulho na história de cabeça
por saber que nada será como antes
estudo o perigo para que ele desapareça!

Não lhe condeno se quiser desistir,
para mim entendo você sem problemas
caso prefira fugir de todo este dilema

mas eu, por mim sei que vou persistir
mesmo pagando um preço alto vou insistir,
minha vitória é a consagração do meu poema!

Nenhum comentário: