Páginas

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Simplesmente Maria

Eu amo a mulher rara e incomum,
a guerreira heroína de todos os dias,
a que é mil enquanto o homem é um
e que ao passar é simplesmente Maria!

Eu amo a mulher sobre humana
capaz de transformar o mundo
e que se o cabelo ao vento abana
tem em mim impácto profundo!

Eu amo a mulher mãe deusa sacerdotisa,
criadora de flor e de poemas, a poetisa,
razão pela qual um homem comum vive,

sabe e vê que por ela toda a vida
flui, pulsa, vibra, lateja e transcorre
no instante em que seu olhar se move!

Nenhum comentário: