domingo, 19 de abril de 2015

Longos momentos

Hoje a poesia não quer conversa,
eu a chamei de todas as maneiras,
o dia amanheceu com tanta pressa
e não a vi na rua, no bar ou na igreja!

Hoje a poesia não quis nada comigo,
justo eu que quero tudo com ela,
procurei-a em belos, vários sorrisos,
em catálogos, páginas amarelas!

Hoje a poesia não quis me iluminar,
justo eu que vivo por a ela amar
e dou motivos aos meus longos dias

por que ela dá pureza ao meu olhar
para que eu amenize tanta agonia
dos longos momentos sem alegria!

Nenhum comentário:

Se reinventa