quinta-feira, 26 de março de 2015

Primavera

Varando a tristeza das noites
derretendo estrelas e satélites
por esta saudade que feito um açoite
não mostra o quanto você me esquece!
Surtando entre karmas e DNAs
sigo caminhos desencontrados
na certeza de lhe encontrar
mas, isto não me alivia o fardo!
Varando a tristeza das noites
surtando entre karmas e DNAs
busco por amor e paz nesta terra
contra a saudade que rasga feito açoite
no desespero de um dia lhe encontrar
para renascer em mim a primavera!

Nenhum comentário:

De Victor Hugo a Frejat

Soneto I Eu lhe desejo de todo coração que você seja muito, muito feliz, que seja o dono de sua emoção e no amor...