terça-feira, 17 de março de 2015

Matisse

Lembro-me de suas cores vivas,
seus meios, recheios, devaneios,
lembro de seu olhar que ainda cintila,
de minha mão febril em seus seios!
Lembro-me de suas telas coloridas,
de suas saias voando ao vento,
lembro de minhas mãos atrevidas
em busca de seus mais febris sentimentos!
Lembro-me de sua paixão por mim,
seu jeito desesperado de me amar,
lembro dos momentos em que fomos felizes,
felicidade tamanha e sem fim
que minha mente insiste em resgatar
feito as cores de uma tela de Matisse!

Nenhum comentário:

Intimidade com Deus