Páginas

domingo, 25 de janeiro de 2015

Linhas dispersas

Sempre escrevo em linhas dispersas
emoções frágeis do meu dia a dia,
frases refeitas, simples, desconexas,
motivos banais que viram poesias!
Sempre escrevo o que não espero
mas, se a poesia quer não tem jeito,
sigo caminhos que não quero
mas já estão gravados em meu peito!
Sempre escrevo em linhas dispersas
frases feitas, simples e desconexas,
motivos banais para virarem poesias,
canções suaves em doce harmonia,
rotina comum de todos os meus dias,
coisas que fazem feliz o eu poeta!

Nenhum comentário: