Páginas

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Folhas rotas

Continuo a escrever em folhas rotas
as mesmas que os humanos jogam ao chão
traçando linhas tênues, finas e loucas
que me levam a caminhos de exatidão!

Continuo a gostar desta mulher
que tem o olhar de menina moça
elegante da cabeça aos pés
mostrando levemente as coxas de louça!

Continuo a ser o mesmo eterno poeta
tergiversando sobre os valores da vida
que varia de acordo com o jeito dela olhar

enquanto meu sorriso em festa
deseja apenas felicidade sem medidas
que só acontece quando a posso encontrar!

Nenhum comentário: