Páginas

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Deixa ( que eu a abrace )

Deixa que eu a abrace hoje e amanhã
que o mundo lá fora fique bem distante
que a sorte para nós dois seja irmã
e que a vida feito seus olhos seja fascinante!

Deixa que o mundo por um pouco nos esqueça
e que estejamos imensamente em paz e felizes
sem problemas ou mágoas no coração e cabeça
longe de traumas, dores, rancores e cicatrizes!

Deixa que lhe abrace agora que a noite lá fora
fique meio assim tal e qual o luar bem a distância
nos ilumina com sua força em abundância

que eu em seus braços serei a criança que chora
pedindo para que jamais vá embora
pois, eu a amo antes mesmo de ter tido infância!

Nenhum comentário: