domingo, 9 de março de 2014

Faltas

Não gritarei desesperadamente seu nome
por sobre os fins e confins da terra
nem mesmo entrarei em estúpidas guerras
só para defender a honra de um homem!
Não vou matar nem me matar por você
onde um não quer dois não brigam
e meus desejos e sonhos apenas visam
que eu possa em paz e feliz permanecer!
Não darei ouvidos a amigos de terceiros
nem gritarei por valores que não creio
embora sinta sua falta em mim todo dia,
sinto falta de minhas mãos em seus seios
quando nos amávamos na febre que extasia
sabendo que não sente falta nem da poesia!

Nenhum comentário:

A oração e o divino