segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Um homem com um livro na mão

Ele não é político bandido marginal
mas tem uma arma que abala uma nação,
não é da elite nem pseudo intelectual,
ele é apenas um homem com um livro na mão!
Ele não discursa para empresários,
nem para governantes demagogos,
não faz passeatas por melhores salários
apenas a linguagem simples do povo!
Ele não tem carros luxuosos e caros,
nem faz festas para ilustres em palacetes,
mas tem consigo a arma que abala uma nação
e sua voz faz tremer de bandidos a deputados
por saberem que jamais deterão a ele
por ser apenas um homem com um livro na mão!

Um comentário:

DIVULGANDO CR disse...

AMEI SEU POEMA MAURO! AMEI! PARABÉNS!

Andarilho