Páginas

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Sem tempo

Anestesiado pela sua rotina
não tem tempo para ver o sol,
apreciar o sorriso da menina,
ou aos meninos jogando futebol!
Anestesiado pelo cotidiano
não tem tempo para ver a flor
ou perceber que o ser humano
só pode ser salvo pelo amor!
Anestesiado pela doença social
não tem tempo de sentir a presença
nem para os que o protegem na sorte
sempre correndo além do normal
querendo vencer onde não pode
sem tempo pra ver a própria morte!

Nenhum comentário: