quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Poesias que geram poesias

Se me tirarem a tecnologia
escreverei em meu caderno
por que para mim a poesia
é traço do meu interno!
Se tirarem de mim o caderno
escreverei em papel de pão
perspectivas do meu externo,
rabiscos espalhados no chão!

Se me tirarem os artefatos
escreverei em guardanapos
apenas para alegrar os dias
e esquecer os desacatos
por receber força e energia
das poesias que geram poesias!

Nenhum comentário:

Sozinhos na multidão

Sozinhos na multidão vivemos cada vez mais isolados, no século da comunicação não percebemos quem está do l...