Páginas

quarta-feira, 1 de maio de 2013

Um olhar na multidão


Você sempre me pergunta o que procuro
e o que sei pode ser tudo o que não é
o meus anseios para mim nunca são obscuros
já os seus se resumem em ter fé!

Eu não tenho como dizer o que quero
uma vez que o que eu quero é tudo
que talvez esteja aqui tão perto
e eu insisto em buscar no futuro!

Ainda assim você insiste em saber
algo que nem sei se vou encontrar
mas continuo na procura com paixão

mesmo sem respostas para o viver
que sequer me permite descansar
em busca de um olhar na multidão!

Nenhum comentário: