sábado, 11 de maio de 2013

A força da poesia


Não me abandone aqui assim
chorando sem o seu doce olhar.
Não me abandone em um jardim
onde as flores me fazem recordar!
Não me abandone triste e aqui
onde tudo tem um pouco de você
enquanto sem razão para sorrir
tento em vão não me perder!
Não me abandone nesta vida
onde viver dói um tanto todo dia
tirando de mim a força da poesia
que curava as minhas feridas
trazendo a satisfação e a alegria
de tirar a dor que em mim é tão doída!

Nenhum comentário:

Se reinventa