sábado, 10 de novembro de 2012

Um soneto de amor


Não sei o porquê de tanta falação
apenas pelo um dia lhe escrevi
e acabou gerando tanta complicação,
eu quase de tudo desisti!
Eu não entendo tanto disse me disse
que quase gerou mais uma guerra,
tanta besteira, tantas tolices,
parece até que você não erra!
Nunca entendi o motivo
de não mais falar comigo
como se lhe causasse dor
e eu só busquei em seu belo sorriso
feito um perfume da mais bela flor
e tudo o que fiz foi um soneto de amor!

Nenhum comentário:

Alegrias e sabores