Páginas

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Soneto do adeus


Vou fazer um pequeno soneto eterno
para oferecê-lo unicamente á você
falando de um sentimento concreto
apesar de abstrato ele o ser!

Este é o soneto que você nunca leu
mas que fiz questão de escrever
e que no tempo se perdeu
sem como e nem porquê!

Assim irei seguir meu caminho sabendo
que mesmo aos poucos me esquecendo
você viverá ignorando este soneto meu

que aos poucos vem se fazendo
no papel que foi você que o escreveu
e eu só dei o nome de soneto do adeus!

Nenhum comentário: