sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Perdido e desagregado


Vivendo sua sina por viver e a vagar,
tomando qualquer bebida que aparece,
rodando de rua em rua de bar em bar
usando drogas que qualquer um oferece!

Dizendo para todo mundo ser entendido
e que pára na hora que bem quiser,
não vê o quanto que vive iludido
sem um freio, um amor, um porquê, uma fé!

É apenas mais um perdido e desagregado
que por escolha própria escolheu a solidão
e que sempre tem uma desculpa pronta

levando assim o seu peso e legado
que nem marcas deixa no chão
e nem sabe se um dia se dará conta!

Nenhum comentário:

De Victor Hugo a Frejat

Soneto I Eu lhe desejo de todo coração que você seja muito, muito feliz, que seja o dono de sua emoção e no amor...