Páginas

sábado, 10 de novembro de 2012

O barulho da cidade

A chuva chovendo bem devagar,
os pingos caindo lentamente
dando tempo de você chegar
para que o amor nos oriente!
A chuva chove numa manha
aquecendo o calor entre nós,
sua unha minhas costas arranha
enquanto suavemente perde a voz!
E assim em paz desfalecemos
certos que somos um do outro
unidos pela flor da felicidade
no instante em que nós sabemos
que neste momento suave e louco
não nos incomoda o barulho da cidade!

Nenhum comentário: