Páginas

sábado, 10 de novembro de 2012

Nas ruas de São Francisco

Elas sempre me sorriem às noites
Nas iluminadas ruas de São Francisco,
Suas lindas pernas como se fossem
Cartões postais do perigo!
A polícia que ronda por aqui
É reflexo de toda a nação,
Uma parte quer ao crime repelir
Já a outra, sobrevive da corrupção!
O dinheiro e o poder disputam o parco trono
E, no mesmo instante, sem como nem porquê
O povo sobrevive contra o abandono!
As pernas bonitas, as bocas, os beijos lascivos
Lembram que são só um perigo a se correr
á noite nas ruas de São Francisco!

Nenhum comentário: