Páginas

sábado, 10 de novembro de 2012

Invertido

Pois pela vida ainda insisto!
Sem me abalar pelo medo
Mas passei com clareza o aviso
Eu brinquei e inverti o soneto
Por isso nem chego a olhar!
Tudo o que não quero ver
Insistindo em me mostrar
Todos os dias me vem você
Por isso estou a partir!
Por que sei aonde chegar
E nesta sina prosseguir
Do que sempre me faz lutar
E não vou jamais desistir
Hoje eu vou mais uma vez tentar

Nenhum comentário: