Páginas

sábado, 10 de novembro de 2012

Floreando


Vou florear a minha poesia
Para lhe desejar muita paz
Dando-lhe razão para alegria
Num carinho que se refaz!
Vou florear o meu verso
Para lhe oferecer o amor
Que atravessa o universo
E renasce no perfume de flor!
Vou florear o meu canto
E lhe fazer a eterna melodia
Que aplaca todo o pranto
Que tenta ser apenas uma agonia
Que macula a cor do seu dia
Mas é frágil perante seus encantos!

Nenhum comentário: