sábado, 6 de outubro de 2012

Para terminar

Hoje há um grito de liberdade
Falando mais alto em meu peitoE o que me deixa satisfeitoé a luta pela igualdade!

Hoje a paz da minha terraEstá ao alcance dos pésE permaneço forte na fépara viver sem guerras!


Tanto tempo passei oprimidoSem que pudesse realmente verque agora estou muito mais forte,


E ainda trago em mim o sentidoDe que para bem viverSó preciso traçar o meu norte!

Nenhum comentário:

De Victor Hugo a Frejat

Soneto I Eu lhe desejo de todo coração que você seja muito, muito feliz, que seja o dono de sua emoção e no amor...