sábado, 6 de outubro de 2012

Papel.

Não posso ver um pedaço de papel
que sou impelido a escrever
é um momento em que vou ao céu
e demoro a acordar e a terra descer!

Sinto uma necessidade imortal
de ultrapassar fronteiras e eras
transformando-me em transcendental
num desejo de viver que se revela!

E assim sigo o meu destino
que se refaz de tempos em tempos
revelando minha vida em palavras

tão leves e fortes em desatinos
superando dores e ressentimentos
razão maior de minha jornada!

Nenhum comentário:

Intimidade com Deus