Páginas

sábado, 6 de outubro de 2012

O agora

Não temo pelo amanhã o agora exige mais de mim
Como se acabasse de nascer à expectativa de um dia feliz
Ou simplesmente brotasse mais uma flor no jardim,
Ou alguém que desse um motivo qualquer para sorrir!
Não temo por minha dor já que a felicidade
Compensa o preço que se tem a pagar
Pois quem cria temores antes da realidade
A única recompensa é o desistir e o chorar!
Não se deve preocupar antes do tempo da ação
Pois, assim o sofrimento machuca duas vezes.
Conheço pessoas que antes do que possa ocorrer
Morrem de angústia, dor e preocupação
Agonizando uma dor antecipada por meses
Antes mesmo de o verdadeiro sofrer!

Nenhum comentário: