Páginas

domingo, 28 de outubro de 2012

Meu bem.


Oh, Meu bem, se você visse
O quanto que sofro agora
Quem sabe então sentisse
Que não foi por mim que vim embora!

Eu sei que não pode haver
Um caminho para nós dois
Mas tento sem sentido te esquecer
Para chorar em paz depois!

Oh! A dor que trago em mim
É tão profunda e sem fim
Que não sei o que fazer

E sinto que cada vez mais
Morro aos poucos sem paz
Tentando lhe esquecer!

Nenhum comentário: