Páginas

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Matando-me suavemente com sua canção


Quando ela se pôs a cantar
pedi a Deus para que parasse
não queria ninguém viesse a notar
tudo o que sentia em minha face!

Ela cantava como se soubesse
de cartas que nunca li para ninguém
e mais uma vez pedi numa prece,
não queria que vissem que não estava bem!

Ela ao cantar parecia com sutileza perceber
de sentimentos que nunca deixei transparecer
pois sempre tive reservas com minha emoção,

enquanto eu parado não sabia o que fazer
ela estava ali dedilhando minha vida nas mãos
matando-me suavemente com sua canção!!

Nenhum comentário: