quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Homem de sorte.


Não tenho tempo
Para dizer que te amo,
Mostrar-te o sentimento
Que subjuga os oceanos!

Quero gastar a vida
Mas a dama de negro me segue,
Aumenta minhas feridas
Levando o sonho breve!

Não tenho tempo, amor,
Para mostrar o sonho
Que esta nos versos que componho

Com os quais supero a dor
Por crer que sou homem de sorte
Nas lutas que travo ao lado da morte!

Nenhum comentário:

Intimidade com Deus