Páginas

sábado, 6 de outubro de 2012

Linhas.

As paralelas da minha vida
passam tão longe de mim
que passa dor chega ferida,
mas, nunca têm um fim!

As tangentes dos meus sonhos
passam tão longe do meu olhar
que nem os versos que componho
conseguem entre si se encontrar!

As retas de minha emoção
são tão frágeis e quebradiças
que ao toque de minha mão

tornam-se efêmeras e movediças
que passam tangentes pelo coração
mas, não se movem em minha vida!

Nenhum comentário: