sábado, 22 de setembro de 2012

Valor

Infeliz daquele que ao ter uma paixão
Deixando- se vencer por este ardor,
E se entregando a esta devastadora emoção
Perca por si próprio o valor!
Infeliz daquele que diz que ama
Sem controle sobre o sentimento
Porque o ardor de sua chama
O devastará feito a fúria dos ventos!
Infeliz daquele que ao amar
Entregar- se sem luta á emoção
Pois, terá o controle de uma nação
E ao léu a tudo e a todos jogará
Por um momento diminuto de amor
De alguém que não lhe dê o devido valor!

Nenhum comentário:

Sonho real