domingo, 9 de setembro de 2012

Vaidade.

Sonhas que és o maior dos poetas
Entre tantos e todos o melhor
E por ti se fazem inúmeras festas
Desde as de galas até as de forró!

Sonhas que és tão fatal
E cada palavra tem impacto da bomba
Mas, o teu verdadeiro ideal
É permanecer suave feito a pomba!

Subitamente, tu és despertado
Para este mundo insano e cruel
E sem um mínimo de palavra

No qual olhas angustiado
Buscando um brilho no céu
 percebes, diante dele que não és nada!

Nenhum comentário:

Andarilho