Páginas

terça-feira, 25 de setembro de 2012

O balde.

Mais uma vez estou correndo
dando murros em ponta de faca
mesmo ao ver quem está me batendo
não deixo perceberem a minha lágrima!

Cansado de tanta pasmaceira
por trocar meia dúzia por cinco
vou empurrando peso com a paleteira
enquanto analiso o que sinto!

Ao ver tanta mesmice e incoerência
na luta vã e desesperada do trabalhador
que precisa urgente de uma melhora

procuro desesperadamente por luz e sapiência
que me dê um pouco de motivo e valor
para que eu não chute o balde e vá embora!

Nenhum comentário: