Páginas

sábado, 18 de agosto de 2012

Tic tac

No tic tac do correr diário das horas
o tempo passa e pára lentamente,
desde que você resolveu ir embora
um minuto passa secularmente!

Justo eu que não amo você,
com certeza nem senti sua falta
e se ás vezes estou a me perder
deve ser problema de pressão alta!

A última vez que vi seus olhos
já sabia por antecipação ou dor
que a vida iria naquele instante do dia

secar com todas as lágrimas que choro
como se murchasse um buquê de flor
colocado sem água na jarra vazia!

Nenhum comentário: