quarta-feira, 8 de agosto de 2012

O vento.

O vento que refresca o meu rosto
brinca feliz sob a saia da moça,
de mim ele leva mágoas e desgostos,
nela apenas acaricia as pernas de louça!

O vento suaviza e refresca o calor
aplacando as dores da alma da gente,
mas também transforma-se em terror
quando alia-se ás chuvas nas enchentes!

O mesmo vento que a mim acalma
ao refrescar as agruras de meu rosto
brinca sob debaixo da saia da moça,

mas, também reforça os traumas
que dão má fama ao mês de agosto
enquanto só penso nas pernas de louça!

Nenhum comentário:

A oração e o divino