Páginas

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Tem dias que é assim

Não chega a ser dor,
nem sequer tormento,
tampouco um rancor
nem beira o sofrimento;
Não é insensata paixão,
nem falta ou excesso de carinho,
não é nem mesmo uma ilusão
ou apenas a dor de um espinho;
não é uma imensa saudade,
sequer falta de paz ou de alegria,
não é, meu Deus, falta de felicidade,
falta de agitação, caos ou correria,
nem vontade de me isolar da sociedade,
é apenas e simplesmente nostalgia!

Nenhum comentário: