terça-feira, 3 de julho de 2012

Desejo amargo

Amor, sentimento doído
Que dilacera o coração.
Quando se ganha está perdido,
Longe da própria razão!
Sigo o sonho sonhado
Crendo na eternidade,
Por ver que amando não sou amado
E ainda luto pela igualdade!
Vida, o sonho perdido
Crendo que eu sou feliz,
E faço tudo para ser eterno...
Por saber que o que é proibido
Não revela a dor da cicatriz
Que vai desaparecer... Espero!

Nenhum comentário:

A oração e o divino