domingo, 24 de junho de 2012

Vendo as horas passando.


Aqui fico pensando 
Nos rumos que tenho na vida, 
Vendo as horas passando
E com elas os melhores momentos da vida!


Corro pelo mato,
Tentando esconder a tristeza,
Livrando-me dos desacatos,
Reconstruindo minha firmeza!


Sou como pássaro que voa
Sem destino certo,
Um momento sobre uma lagoa,


Noutro sobre um deserto
E vida em mim soa
Feito um som quase incerto!

Nenhum comentário:

Sozinhos na multidão

Sozinhos na multidão vivemos cada vez mais isolados, no século da comunicação não percebemos quem está do l...