Páginas

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Tantas coisas

Levou a sua roupa,
Seus objetos pessoais,
Mas deixou-me na boca
Um gosto de não voltar mais!
Levou o seu colar
E também a nossa canção,
Porém, deixou-me no olhar
A certeza da desilusão!
Tantas coisas levou
E mesmo assim muito deixou,
Fazendo-me também lembrar...
Daquele doce amor
Que fisicamente não ficou,
Mas continua no lugar!

Nenhum comentário: