sexta-feira, 22 de junho de 2012

Sonho perdido.


Louco? Eu sempre louco
Tentei fazer o ninho
Na cova de espinhos
Na qual me perdi pouco a pouco!


Agora olho para trás
Tentando erguer o passado
Com os olhos fechados,
Por saber que a vida não volta mais!


Foi preciso perder,
E perdendo me desencontrei
Sem ao menos perceber


Que o coração ferido
Aos poucos enterrei
Neste sonho perdido!

Nenhum comentário:

De Victor Hugo a Frejat

Soneto I Eu lhe desejo de todo coração que você seja muito, muito feliz, que seja o dono de sua emoção e no amor...