Páginas

terça-feira, 26 de junho de 2012

Soneto.


Água pura e cristalina,
Em teus olhos é possível ver.
Que faz tua pureza de menina
Permanecer em teu ser!


O mundo vai se transformar
E poucos saberão o caminho,
Pois, no destino de amar,
Muitos seguem sozinhos!


Mas tua transparência
É um tom tão claro e presente,
Que seja qual for tua estrada,


Há de sobressair tua inocência
Com teu jeito meigo e sorridente,
Trazendo felicidade a tua jornada!

Nenhum comentário: