Páginas

domingo, 24 de junho de 2012

Próprio castigo

Vi seu olhar no espelho,
Senti sua lágrima na minha,
Chorei seus olhos vermelhos
Quando você estava sozinha!
Sei que solitária à noite
Você procura por calor,
Mas a solidão é açoite
E o resultado é a dor!
Eu poderia dizer
Que ainda estou aqui
E que pode contar comigo,
Mas nada do que venha fazer
Mudará o que você quis seguir
Nas dores do próprio castigo!

Nenhum comentário: