segunda-feira, 18 de junho de 2012

Por você

Este é o soneto que fiz por você
ser a minha razão de existir,
pelo simples fato de o ser
estar feliz sempre a sorrir!
Este soneto é por sua causa
para que saiba que este amor é eterno
e corre sempre sem ter uma pausa
por que é a razão do meu verso!
Este soneto é sim por você
e eu sou poeta pelo seu amor
que sinto independente de querer ou não
pois nasci para viver
pelo perfume de flor
que exala de suas mãos!

Nenhum comentário:

Sozinhos na multidão

Sozinhos na multidão vivemos cada vez mais isolados, no século da comunicação não percebemos quem está do l...