Páginas

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Pessoa falsa.

O teu olhar é vago
Como tua conversa.
Tua alma não brilha sobre lagos
E não vales uma promessa!


Teu calor não atrai
Por ausência de magnetismo;
E somente a ti trai
O teu egocentrismo!


Tua boca arrogante
Em teu rosto vulgar
Mostra o semblante


Que é preciso evitar;
Para que não haja perdas constantes,
De ti é preciso escapar!

Nenhum comentário: