Páginas

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Peregrinos na estrada.


Você precisa entender que eu
Sou deste jeito esquisito,
Pois meu olhar se sorveu
Ao se perder no infinito!


Você precisa entender que nós
Não somos mais aquele casal
Que não erguia a própria voz
E tinha baixo o astral!


Numa linguagem jovem,
Sei de tantas palavras
Que acalmam a dor da jornada...


E intimamente nos comovem
Por sermos peregrinos na estrada
À procura de uma mesma pousada!

Nenhum comentário: