domingo, 24 de junho de 2012

Peçonha.


O seu olhar queima,
Machuca as plantas,
Cria doenças,
Seca a garganta!


O seu pé, onde pisa,
Seca e erosa a terra,
Suga a seiva da vida,
Percorre a trilha da guerra!


A sua palavra é enganosa,
Prolifera dor e ressentimentos,
Tem devastação moral,


Põe mal cheiro em rosas
E tudo que fala é fingimento!
Deus lhe perdoe, ser do mal!

Nenhum comentário:

De Victor Hugo a Frejat

Soneto I Eu lhe desejo de todo coração que você seja muito, muito feliz, que seja o dono de sua emoção e no amor...